Black Billy

Sunday, April 23, 2006

Sonora Paisagem

Resíduos, despojos,
Detritos sonoros
Capturados em paisagens
Ressentidos tempos surdos.
Medo frágil de soar
Planar em cores no horizonte
Calado em asas, mordaças,
Mas resistente e vivos.
Fragmentos pirilampos na noite,
Exalam o doce cheiro de musica
Aguça os ouvidos de fome,
E ainda é quase silencio.
A membrana pele textura infinita
Chora abstinência dos vibrantes dias,
Labirintos tonais,
Anárquicos ruídos.
Num sopro estrada,
Voar em liberdade,
Estancar eclipse, pontos,
Linhas, limites.

Marko Andrade

0 Comments:

Post a Comment

<< Home